Terra Madre Brasil - Rede Nacional de Comunidades do Alimento

18/09/2007

Carlo Petrini confirma sua participação no Terra Madre

É com grande prazer que anunciamos a presença do Presidente Internacional e fundador do Slow Food, Carlo Petrini, durante o Terra Madre Brasil, que acontecerá entre 4 e 7 de outubro em Brasília.

“Minha tese é simples: a gastronomia pertence ao domínio das ciências, da política e da cultura. Contrariamente ao que se acredita, ela pode constituir uma ferramenta política de afirmação das identidades culturais e um projeto virtuoso de confronto com a globalização em curso.

Carlo Petrini, Le Monde Diplomatique, Agosto 2006

No começo dos anos 80, Petrini lançou as fundações da Arcigola, uma associação cujo objetivo era promover a cultura da convivialidade, boa comida e bom vinho e que veio a se tornar o movimento Slow Food. No dia 9 de dezembro de 1989, na Ópera Cômica de Paris, o Manifesto Slow Food foi assinado por mais de vinte delegados de diferentes partes do mundo. Petrini foi eleito presidente, posição que ainda mantém com inextinguível entusiasmo.

Abençoado pelo talento de prever eventos nos campos do alimento, agricultura e eco-gastronomia (um termo cunhado por ele mesmo), Petrini vem tendo um papel decisivo no desenvolvimento do Slow Food, inventando e promovendo seus projetos, os quais alcançaram uma grande visibilidade internacional. Entre suas muitas criações está a Universidade de Ciências Gastronômicas, em Pollenzo e Colorno, a primeira instituição acadêmica a oferecer um acesso multidisciplinar nos estudos da alimentação. Foi ele também o grande idealizador do Terra Madre – encontro mundial das comunidades do alimento.

Petrini recebeu prestigiados prêmios por suas atividades. Em 2000, recebeu o troféu Comunicador do Ano do IWSC (International Wine and Spirit Competition), em Londres. Em 2002, o presidente da Comissão da União Européia, Romano Prodi, apresentou Petrini como o vencedor do prêmio Sicco Mansholt Prize, da fundação holandesa de mesmo nome, pelas atividades do Slow Food em defesa de um novo modelo de agricultura. Em 2003, recebeu grau honorário em Antropologia Cultural do Instituto Universitário Suor Orsola Benincasa, de Nápoles.

Em 2004, Petrini recebeu o prêmio Eckart Witzigmann ‘Science and Media’ oferecido pela Deutsche Akademie für Kulinaristik, de Stuttgart, Alemanha e foi nomeado “Inovador” na lista dos Heróis Europeus de 2004 organizada pela revista Time.

Na Universidade de New Hampshire recebeu grau honorário em Letras Humanas por seus feitos como “precursor revolucionário e fundador da Universidade de Ciências Gastronômicas”. A associação Slow Food, despertou o interesse mundial pela biodiversidade gastronômica e agrícola. Em setembro de 2006, Petrini recebeu, por sua contribuição à gastronomia mundial, o prêmio Trophée Gourmet da revista A La Carte, na Áustria. Desde março de 2007 ele vem contribuindo regularmente para o Gruppo Editoriale L’Espresso Repubblica.

<< Texto anterior: Próximo texto: >>
Ecogastronomia Extinção de espécies alimentícias Programação detalhada do eventoVozes do Terra Madre Voluntários
Realizado por:
Slow Food
Em colaboração com:
Regione del Veneto IMCA
Educação em FocoFunarte
Em parceria com:FIDA
SIDMINCSDTMDABrasil - Governo Federal
DoDesign-s Design & Marketing

» Terra Madre Brasil | Fazer login

© 2010 Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.