Terra Madre Brasil - Rede Nacional de Comunidades do Alimento

25/11/2007

O Licuri fazendo sucesso

Estou na Exporminas em Belo Horizonte, e mais uma vez trouxe o licuri para o stand Budega onde tem produtos do bioma Caatinga. Foi um verdadeiro sucesso, todos estão gostando do licuri torrado e salgadinho e da cocada de licuri. Fizemos umas embalagens aproveitando a própria conca do liguri e ficou muito bonito.

Fiquei surpresa com a receptividade dos visitantes e consumidores. Como sempre, no segundo dia acabou tudo e ainda têm três dias de feira. Isso me anima, pois as quebradeiras de licuri ficarão contentes. Elas estão vendendo aos atravessadores por 0,95kg e a Cooperativa está conseguindo pagar 5,00/kg já beneficiado e torrado.

Acho que isso pode dar certo, pois o licuri é um alimento sadio, da mata nativa e corre risco de extinção, se a gente não preservar daqui a pouco não existirá mais licuri, nem ararinha azul e nem periquito e mais pobreza na região de Capim Grosso e Quixabeira. Muitos queimam o licuzeiro sem dor nem piedade.

Pretendemos fazer uma festa do licuri em março/2008, para sensibilizar mais a população, através de oficinas, seminários, resgate da cultura, etc. Se alguém tiver outras idéias maravilhosas, entre em contato, por favor.

Josenaide Souza Alves
Coopes – Capim Grosso/Bahia.

13 Comentários

  • 1. aldo r. cordeiro  |  25.12.07 às 9:33

    Gostaria de saber existe pesquisa do uso do licuri na industria cosmética?
    Quais as utilidades da folha do licurizeiro?

  • 2. Matteus Martins  |  25.01.08 às 2:42

    Olha… sou lutador em defesa das coisas da caatinga e tenho a tese de que podemos viver com qualidade de vida, riqueza e abundância com o que a caatinga dá.

    Adoraia poder trocar informações com vocês sobre o licuri.

    Um abraço.

  • 3. vicente charle gomes do nascimento  |  28.02.08 às 9:19

    Olá bom dia muito bom expor estes produtos, e leva-los ao consumidor final atraves de cooperativas, pois valoriza o trabalho de quem realmente trabalha…desculpe a minha santa ignorancia o licuri não um produto eclusivo das matas de cipó…há uma grande diferença entre mata de ´cipo e caatinga

    atenciosamente,

    charle nascimento

  • 4. Cláudia Miranda  |  13.05.08 às 2:21

    Olá
    Depois de uma viagem a Várzea do Poço meu marido me trouxe esta semana um saco de licuri. Fiquei sabendo que se faz comida salgada com ele. No caso, foi arroz com o leite do licuri. é possível fazer com o licuri torrado, como amêndoa?

  • 5. jackson  |  17.05.08 às 10:38

    Olá sou de varzea do poço e moro atualmente em Salvador, gostaria de receber informações sobre o assunto, acho que a caatinga é viavel, mas educando o povo para um desenvolvimento sustentavel sem destruir a natureza. Quando criança, mesmo sem entender direito, ficava muito triste quando via meu avô derrubar um licurizeiro para dar comida ao gado.

    POR FAVOR NÃO DEIXEM NOSSA CAATINGA VIRAR UM DESERTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  • 6. Arivaldo Freire  |  5.07.08 às 6:16

    Adorei a materia pois estava pesquisando sobre o licuri e como é o processo de germinação da palmeira, e me deparei com essa materia muito interesante, plantei os coquinhos no vazinho e eles estao germinando com quase um ano de enterrado na terra, sera que eles produz aqui em Sao Paulo

  • 7. Antonio Fonseca  |  13.07.08 às 9:50

    Assisti no Globo Rural, uma reportagem sobre o licuri. Nunca tinha ouvido falar desta palmeira maravilhosa. Fiquei impressionado pelo potencial energetico que ela representa e pelo valor cultural junto às comunidades, sem falar que é uma palmeira linda. Gostaria de obter algumas sementes para plantar em meu sitio. O licuri é maravilhoso!
    Parabens a todos que lutam pela preservaçao desta pérola!
    Antonio Fonseca
    Rua Jassitata Qd 09 Lt 04 – Jardim Helvecia –
    CEP 74.933-590
    Aparecida de Goiania – GO

  • 8. jamil sales  |  9.09.08 às 4:22

    Josenaide boa tarde!
    Parabéns pela sua atitude em defender com veemencia e entusiasmo o licuri… retratando uma dura realidade vivida na região.”Capim Grosso e Quixabeira”
    Caldeirão Grande, tem a fábrica, acerdito que seja a primeira do gênero no Brasil… onde fabrica-se o oleo, o farelo, tenta-se promover a inclusão social. Mas, não se vê nenhuma matéria que divulgue ou crie uma corrente desenvolventista, por parte do particular ou do poder público, beneficiando toda região, faça uma visita a fábrica e conte um pouco do que está fazendo, tenho certeza que sensibilizará alguns deles.
    Parabéns pela iniciativa, vá em frente, o caminho é por ai….
    Grato,
    Jamil.

  • 9. Ludwig Moldan  |  27.11.08 às 6:46

    Estive hoje na 5ª Feira Nacional da Agricultura Familiar e reforma Agrária, na marina da Glória, no Rio de Janeiro e enconteri a Josenaide S.Alves, residente da Cooperativa de produção do Piemonte da Diamantina, qu fica em Capim Grosso. Adorei o Licurine que estava exposto e comprei um vidrão dele torrado e salgado, uma cocada de licurine e um vidro de granola de licurine.
    Nós aqui no sul-maravilha estamos ciosos por produtos que para nós são exóticos. Vou dar a meus amigos para provar. Se gostaremm também, vou virar freguês.
    Desejo sucesso a voces. Contem comigo.
    Ludwig

  • 10. Marcus Vinícius de Melo Garcia  |  1.02.09 às 12:07

    Para quem se interessar tem um vídeo sobre a extração e aproveitamento do Licuri no semiárido Baiano, assistam que vão gostar. http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM957684-7823-COCO+LICURI,00.html
    Contatos podem ser feito com Profª Djane no CEFET-BA pelo tel. 2102 9401.

  • 11. jar.io • ECOLOGIA&hellip  |  5.08.09 às 3:43

    Características da Caatinga…

    A Caatinga é o único bioma exclusivamente brasileiro, seu nome é originário do tupi-guarani que significa mata branca (caa – mata, tinga – branca) e ocupa uma área média de 734.478 km² ou aproximadamente 11% do Brasil.
    ……

  • 12. Jorge Macedo  |  15.08.09 às 6:24

    Caldeirão Grande , tem uma bela fabrica de derivados de licurí, a sua zona rural é rica em arvore oulicurizeiro, mas antes tinha muito mais, pois os grandes fazendeiros, ou mesmos os pequenos, vem destruindos para dar lugar aos pastos de criação de gado, precisamos unir para não deixar isso acontecer; uma boa forma seria mostrar todos os produtos que extrai do licurí à propria população, pois a maioria não conhece (:
    Obrigado>
    Jorge Macedo
    Cald. Grande – Ba

  • 13. helio  |  18.03.12 às 10:38

    Ola
    Eu cresci no semi arido, e minha infancia foi comendo castanha do licuri.
    Mudei para o serrado e gostaria de plantar este coco, mas nao tenho informações para plantio, tenho a semente e gostaria de mais informações sobre a germinação e epoca boa para plantio.

    Uberlandia MG.
    Grato.
    Helio

<< Texto anterior: Próximo texto: >>
Ecogastronomia Extinção de espécies alimentícias Programação detalhada do eventoVozes do Terra Madre Voluntários
Realizado por:
Slow Food
Em colaboração com:
Regione del Veneto IMCA
Educação em FocoFunarte
Em parceria com:FIDA
SIDMINCSDTMDABrasil - Governo Federal
DoDesign-s Design & Marketing

» Terra Madre Brasil | Fazer login

© 2010 Todos os direitos reservados aos autores das fotos e textos.
Não é permitido reproduzir o conteúdo deste site sem citar a fonte, link e o autor.